Titanic

Por - 9/21/2012

Oi Pessoal!

Puxa, meu primeiro post como crítica de filmes!!!rs Tenho que admitir que quando tive a idéia do blog eu fiquei muito animada para escrever aqui. É algo que fiz pra mim, mas acho que será muito interessante eu ver os comentários de vocês, se concordam ou não comigo, se temos gostos parecidos! E também será divertido eu rever esses textos após alguns anos! Sejam bem vindos e espero que se divirtam por aqui! Por favor lembrem-se de não levar isso aqui a sério, pois são textos com minhas opiniões pessoais! Cada um tem a sua!

Bom, vamos ao que interessa!

Primeiro eu escolhi esse filme por idéia do meu irmão! E achei um ótimo filme para começar pois foi um filme marcante e a maioria das pessoas, não importa a idade, classe social, religião, etnia, ou seja o que for, já viu e/ou já ouviu falar!

Imagem de http://www.adorocinema.com

Nome Original: Titanic
País: EUA
Ano de Lançamento: 1997
Diretor: James Cameron
Produtor: James Cameron, Jon Landau
Produção/Ditribuição: Paramount Pictures, 20th Century Fox, Lightstorm Entertainment 
Gênero: Drama, Romance
Principais Atores: Leonardo Dicaprio, Kate Winslet, Billy Zane, Kathy Bates, Bill Paxton

Um filme sem sombra de dúvidas bonito de assistir, longo, eu concordo, com algumas partes não tão necessárias, mas com ótimo enredo geral! O diretor precisa ser master pra conseguir palestrar um filme desse porte, e consegue! De forma divína, não tem como não elogiar James Cameron, diretor e roteirista. Ele consegue captar o amor, o desespero e ainda dar uma pitada de sarcasmo como quando Rose tenta o suicídio e Jack vai salvá-la com um discurso "convincente", tanto quanto a desculpa de Rose "escorregar" apreciando a vista ao mar. Ou quando o navio está em caos e os músicos apenas tocam para melhorar o clima.

 Agora, os atores! Leonardo Dicaprio e Kate Winslet estão perfeitos no papel, não dá pra imaginar outros atores interpretando os personagens. Leo concerteza partiu muitos coraçõezinhos com esse personagem! Um cara todo bonitão, com malícia e sabedoria de como viver bem a vida mesmo não tendo um tostão. Mesmo com estilo duvidoso e dons não tão louváveis (como cuspir longe), nada impede as moiçolas de amar o mocinho. E Kate, exuberante como Rose. Não vou dizer que ela foi uma queridinha na época, mas acredito que a personagem de Kate não era pra ser tachada como mocinha mesmo. Não como aquelas mocinhas de antigamente, frágeis e que só sabem cantarolar e dançar por aí (Disney Princess). Apesar de o filme se passar em de 1910, Rose tinha um comportamento forte e determinado. Sabia se portar como uma dama, mas no fundo tinha um espírito aventureiro que após muito tempo comprimido, se rebelou quando conheceu Jack. Adoro a personagem de Kathy Bates, Molly Brown como a nova ricaça da trupe. Ela é engraçada e não se importa com o que os outros pensam dela. Tem uma certa malícia igual a Jack e por isso entende e o ajuda, cuidando dele como uma mãe. Tem também o projetista do navio Thomas Andrews interpretado por Victor Garber que mostra como um homem pode ser digno e íntegro do começo ao fim.

Enfim, um filme bonito, comovente e triste. E com a conclusão que devemos aproveitar a vida pois nunca saberemos quando será nossa hora de afundar.


Eu recomendo! Só que se você for chorona como eu, é melhor pegar um pacotão de lenços.

Veja Também

0 comentários

Deixe seu comentário! Não precisa concordar comigo mas, por favor, tente ser ponderado e não use palavras desagradáveis.