A Múmia

Por - 9/22/2012

Tenho que admitir, estou falando dos filmes que eu mais gosto. Não sei se é mais fácil do que aqueles em que posso simplesmente soltar o verbo e falar que o filme é uma porcaria. Mas concerteza é mais prazeroso falar do que a gente gosta não é mesmo?

Créditos - adorocinema.com

Nome Original: The Mummy
País: EUA
Ano de Lançamento: 1999 
Diretor: Stephen Sommers
Produtor: 
Roteiro: Stephen Sommers
Produção/Ditribuição: Alphaville Films, Universal Pictures
Gênero: Aventura, Fantasia
Principais Atores: Brendan Fraser, Rachel Weisz, John Hannah, Arnold Vosloo.

Filmes de fantasia com seres irreais não costumam ser meus filmes preferidos, mas esse aí me deixou bem contente. Não pelas múmias, mas pelo perfil dos personagens. O diretor e também roteirista do filme Stephen Sommers fez um belo trabalho com as características dos personagens principais. Todos possuem uma pitada de humor, mas cada um tem um jeitinho diferente que cativa de forma única. Rick O’Connell  interpretado por Brendan Fraser,  é o mocinho, que no começo pode até parecer o vilão, mas após um belo banho e roupas novas, ele vira o herói. Aquele que todos admiram e gostariam de ter ao lado. Parece sempre saber o que faz e não tem medo de encarar nada. E é por isso que a personagem de Rachel Weiz se apaixona pelo jeito bruto do rapaz. Evely ou Evy é uma bibliotecária retraída que tem um enorme fascínio pelo Egito antigo. Parece ser uma mulher frágil, mas ao longo do filme (ou por influência) se transforma em uma mulher determinada e com grande sede por aventura. E tenho que falar do personagem mais cômico e anti-herói de todo o cast. Jonathan Carnahan é irmão de Evy e é muito medroso. Só pensa em ganhar dinheiro e ficar rico. Ama a sua irmã, mas prefere sempre se proteger a proteger alguém. Sabe um pouco sobre a história das múmias e entende um pouco de árabe e hieróglifos. Seu non-sense é surpreendentemente grande e acaba deixando muitas pessoas em apuros. Também tenho que deixar um comentário sobre o ator Arnold Vosloo, que interpreta a dita e cuja múmia (que se chama Imhotep). Ele conseguiu ser uma múmia bem convincente! Ele consegue ser o todo poderoso, que sabe bem o que tem que fazer e ainda dar medo no telespectador só de ver sua cara de bravo.

Minha conclusão final: Adoro o filme. Pela história, os personagens e seus efeitos especiais bem feitos. Ótimo filme que dá pra ver com a família, amigos e até mesmo sozinho.

Ainda tem as continuações (O Retorno da Múmia, A Tumba do Imperador). Mas vamos deixar pra uma próxima.

Até a breve!

Veja Também

0 comentários

Deixe seu comentário! Não precisa concordar comigo mas, por favor, tente ser ponderado e não use palavras desagradáveis.